Histórico

A criação do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Viçosa (UFV) foi recomendada pela CAPES, na sessão plenária do CGT de 27 de julho de 2008, sendo atribuído conceito 04 ao novo Stricto Sensu. Instalado, em nível de mestrado, e com duas áreas de concentração, Estudos Linguísticos e Estudos Literários, as atividades acadêmicas iniciaram em março de 2009.

No que diz respeito ao oferecimento de cursos de graduação e de pós-graduação de reconhecida excelência, a UFV ampliou, ainda mais, a sua oferta de ensino de pós-graduação ao implantar o Mestrado em Letras. A Universidade reconheceu, assim, a exitosa trajetória do seu Departamento de Letras que, historicamente, tem se caracterizado por uma prática acadêmica que integra ensino, pesquisa e extensão. Em consonância com o Plano de Desenvolvimento Institucional da UFV (2004-2008), o DLA estabeleceu como uma das prioridades do seu Plano de Gestão a implantação em 2009 do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGLET). A criação do Programa representou um marco importante, no que concerne à interação contínua e necessária entre a UFV e o contexto sócio-cultural, no qual está inserida, oportunizando o diálogo constante entre a produção de conhecimento e a sociedade.

O encaminhamento à CAPES da Proposta de criação do PPGLET tornou-se exeqüível em 2008, quando a área de Letras da UFV atestou as condições necessárias, não só para criação, mas para o desenvolvimento de um Programa desta natureza. Isto é, em 2008, o quadro docente do DLA era composto majoritariamente por titulados em Linguística e Letras. Assim, a desejada coerência entre titulação obtida e a área de atuação de um Pós-Graduação apontou para a oferta de um Mestrado, cujas atividades de ensino e investigação focalizariam as áreas dos Estudos Linguísticos e dos Estudos Literários. Somou-se a isso, a existência de uma boa produção intelectual (livros, artigos, conferências, palestras, comunicações e pesquisas) focalizando as questões da Linguística Aplicada voltadas para o ensino de línguas estrangeiras e materna, as questões focalizadas pela Análise do Discurso e, ainda, as relações entre Literatura e Cultura. Além do número compatível de doutores e de uma produção intelectual qualificada, o corpo docente possuía a maturidade necessária quanto às experiências de orientação, nutridas por um expressivo número de graduados orientados em pesquisas de Iniciação Científica, bem como pelas orientações advindas do oferecimento regular, ao longo de uma década, do Curso de Especialização em Linguística Aplicada e Literatura Comparada.

A criação do Programa orientou-se por uma concepção acadêmica alicerçada nos seguintes fundamentos:

a) O rigoroso enquadramento do Programa às diretrizes da CAPES, segundo as quais um Programa de Pós-Graduação pode abrigar duas áreas de concentração: Estudos Linguísticos e Estudos Literários. De acordo com a CAPES, isso caracteriza um Programa Misto, estruturado, no mínimo, com duas áreas de concentração: uma área de Língua/Linguística e outra de Literatura/Cultura;

b) O equilíbrio desejável e necessário entre a formação do pesquisador e a ampliação dos estudos Linguísticos e literários através da leitura, discussão e investigação;

c) A realização de uma proposta que privilegia a prática interdisciplinar, no que tange à abordagem metodológica nos Estudos Linguísticos e Literários, através do indispensável diálogo com outros campos de conhecimento;

d) A ênfase nas atribuições do professor-orientador, cuja participação não se limita à fase de elaboração da dissertação de mestrado. A orientação inicia-se no momento de admissão do mestrando ao Programa, num trabalho conjunto para montagem e concretização do seu plano de estudos.

Foi com base nesses pressupostos e considerando o processo de amadurecimento rumo à implantação do Programa de Pós-Graduação em Letras, que foram estabelecidas: as duas áreas de concentração constitutivas do Programa e as linhas de pesquisa, que sustentam essas áreas, pois agregam os projetos de pesquisa desenvolvidos e a produção docente e discente.

O Programa de Pós-Graduação em Letras prevê o ingresso anual de 18 estudantes, sendo 09 mestrandos para cada uma das áreas de concentração. Conforme preceitua o Regimento Interno, não há a obrigatoriedade do preenchimento total das 18 vagas.

BUSCA NO SITE

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras
Av. Peter Henry Rolfs s/n – Campus Universitário
Telefone: (031) 3899 – 1583
FAX: (031) 3899 – 2410.
CEP: 36.570.000 – Viçosa – MG

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress